Abundância – II

Por: Aaron Keene
23/04/2020


Meditação

Abundância – II


Abundância – II

Afinal, o que é abundância?

A abundância é parte inerente às forças de vida, é fluxo constante, é rio que não cessa e não se esgota de fluir, atua em rede conectando toda a expressão de vida possível, é um fluxo de vida regido por Leis Espirituais. A abundância não depende, exclusivamente, de mim ou de você, porque é numa co-criação com os outros que a desfrutamos, afinal ela existe e se manifesta através das conexões e das expressões solidárias da vida.

Por seu fluxo ter possibilidade de ser tanto positivo quanto negativo, é correto afirmar que existe abundância na riqueza, mas também na pobreza, na alegria, mas também na tristeza. É necessário se ater à isso, buscar sempre a abundância nas coisas positivas. Um exemplo, quem muito murmura, é abundante na reclamação, e por consequência, seu padrão vibracional acabará por atrair mais abundâncias negativas.

Hoje, vemos muitos indivíduos correndo atrás do que pensam ser abundância, numa busca frenética, materialista e ansiosa, querendo que a vida lhe traga dinheiro, sucesso e parceria amorosa, acreditando que ter e possuir é ser abundante. Será?

A abundância real tem conexão com o desenvolvimento de múltiplos valores, virtudes e aspectos, muitos deles, espirituais. Questões como gentileza, solidariedade, alegria, amorosidade, generosidade, humildade, sabedoria, aceitação, compaixão, responsabilidade, gratidão, criatividade e serviço são exemplos que estimulam a abundância positiva real. Para viver nesse “estado”, é preciso honrar esses valores, em plena conexão com a natureza, com a humanidade, criando segurança para uma vida plena.

Quem acessa a riqueza sem generosidade, gentileza, humildade, sabedoria, aceitação, amorosidade, responsabilidade, alegria, solidariedade, gratidão, compaixão, criatividade e serviço, muda o polo do fluxo da abundância, de positivo para negativo, pela corrupção, pela ansiedade, pela exaustão, pelo egoísmo, pela omissão, pela preguiça, pela criminalidade, pela mesquinharia, etc.

O que mais afeta o fluxo da abundância positiva real é o egoísmo. Todavia, algo interessante acontece, em nossa sociedade, momentaneamente, os mais egoístas e corruptos, muitas vezes, são os que vivem na riqueza, esbanjando uma falsa aparência da abundância. Ou seja, eles tem riqueza material mas não vivem na abundância espiritual ou emocional, pois tem uma vida interior mesquinha e voltada para si, sem generosidade. O que não sabem, é que, para si, inverteram a polaridade do fluxo da abundância, e logo ali, nesta ou em outra vida, precisarão, para retornar ao fluxo positivo e abundante da vida, lidar com situações que lhes ajude a viver de forma mais generosa, humilde, pacífica, amorosa e grata.

Olhe ao redor, num exercício simples, estenda seu pensamento para além de si mesmo, pense a respeito disso de uma forma mais abrangente, mais coletivamente. Reflita, uma sociedade que tem por valores a desumanidade, a exclusão e a corrupção, está vivendo em que fluxo de abundância? Esse fluxo está positivo ou negativo? Olhar para a história de uma nação, dentro de uma longa linha de tempo e meditar sobre porquê se chegou aonde está, pode ser muito salutar para a compreensão do fluxo de abundância.

Agora, ao observar aqueles verdadeiramente abundantes, ou seja, que vivam inteiramente no fluxo positivo da abundância, pode-se perceber que tornaram-se mananciais inesgotáveis dessa energia de vida, e que não se preocupam demais em ter dinheiro, ter sucesso ou ter romances. São criadores, sábios, humildes, pacientes, e generosos, honram a vida, servindo, numa liderança suave e benigna, criando e gerando beleza e bem estar ao redor, muitas vezes, em encarnações onde há simplicidade e muita alegria, gerando bênçãos e abundância por todos os lados e usufruindo delas.

Mas é necessário que se entenda, para atingir a plena abundância positiva, ás vezes, é hora de cuidar do egoísmo, outras do controle, ou do descontrole, outras vezes da preguiça, bem como da auto sabotagem. Há tempos onde é preciso aprender a se perdoar ou a perdoar alguém. Para começar a descobrir como inverter a polarização do fluxo da abundância de negativo para positivo, vale a pena começar a investir na gratidão. É preciso aprender a nadar nesse fluxo ininterrupto de vida abundante, mas é muito bom buscar inspiração para criar vida nova, em sintonia com o Bem, o Belo e o Bom, abundantemente.

Continua em Abundância III. Leia também a sessão anterior, Abundância I

Paz Profunda irmão buscador!

Por A. Keene e T. Accioly

Compartilhar: